DryColors

TÉCNICA DE PINTURA PARA KIT PLÁSTICO COM TINTA AUTOMOTIVA

Fórum dedicadoa a técnicas e tutoriais sobre Pintura

Moderador: Moderadores Tecnicas

Avatar do usuário
Giordano
Membro
Mensagens: 152
Registrado em: 08 Dez 2016, 08:43
Nome: Afonso Giordano Neto

TÉCNICA DE PINTURA PARA KIT PLÁSTICO COM TINTA AUTOMOTIVA

Mensagempor Giordano » 13 Fev 2017, 18:02

Estou postando este tutorial a pedido de um amigo aqui do Fórum.
Infelizmente este tutorial já está praticamente obsoleto, pois as tintas nitrocelulose já quase não se encontram mais no mercado.

TÉCNICA DE PINTURA PARA KIT PLÁSTICO COM TINTA AUTOMOTIVA

Esta técnica apesar de estar voltada para aviação, pode ser aplica a qualquer outro segmento do plastimodelismo.

CUIDADOS COM A SAÚDE: As partículas de tinta e os gases em suspensão são muito nocivos à saúde, portanto é imprescindível o uso de máscara especial para pintura (3M) com filtro de carvão ativado. Trabalhar sempre em áreas bem arejadas, usando se possível, além da máscara, uma câmara de pintura ou estufa com exaustor, cuja função é dirigir as partículas e os gases para fora do ambiente de trabalho.

PREPARO DO MODELO: Normalmente o desmoldante é facilmente removido do kit deixando-o submerso numa solução de 1 ou 2 litros de água com uma colher de chá de detergente, escovando com cuidado - se necessário - com uma escova de dentes macia, enxaguando e deixando secar ao tempo. Caso a superfície do plástico apresente manchas fortes do desmoldante, marcas de fitas adesivas ou porosidades (kits “short-run” com injeção de baixa qualidade) pode-se fazer um polimento com algodão e pasta de polir n. 2. Se persistirem as porosidades, usar lixa de polimento Tamiya, 1500 ou 2000, de preferência já usadas, tomando o cuidado em preservar os detalhes em alto relevo. Antes de iniciar a pintura, tapar pequenas frestas e buracos com o PRIMER UNIVERSAL WANDA PU 1100 (SEM CATALIZADOR) aplicado com pincel. Para frestas maiores, colar tirinhas finas de plástico e novamente o primer. Deixar secar bem. Se o primer depois de seco retrair, o que é normal, aplicar novamente repetindo esta operação até cobrir completamente as frestas e buracos. Deixar secar bem. Lixar as emendas e rebarbas com LIXA D´ÁGUA 400 ou 600. Lavar novamente o kit com água, sabão neutro e uma escova de dentes antes da aplicação do primer, deixando-o secar ao tempo. Evitar o uso de puttys, pois o thinner reage deformando as partes cobertas com esse material. Com todas as peças do modelo prontas, o próximo passo será a aplicação do primer, com aerógrafo, permitindo a aderência da tinta automotiva sobre o plástico. Sem o primer, a tinta duco descascará facilmente.

PARTES TRANSPARENTES: Lixar as rebarbas e depois polir, se necessário, com LÍQUIDO LUSTRADOR 3M. Depois de bem limpa e sem marcas, mergulhar a transparência com uma pinça no Future* e repousá-la (pela base) sobre um cartão ou papelão absorvente deixando-a escorrer e secar por algumas horas. Mascarar os vidros com fita Tamiya. Dar uma demão (com aerógrafo) de VERNIZ ACRÍLICO FOSCO e pintar (com aerógrafo) os frames da mesma cor do interior do avião.

BASE: Para evitar manuseio, impressões digitais, manchas de gordura ou sujeira, é importante o kit ficar em suspensão sobre uma base que pode ser feita com um pedaço de cartão paraná e 3 pedaços de isopor forrados com papel para evitar na hora da pintura a reação do isopor com o thinner. O modelo fica apoiado em 3 pontos, 2 sob as asas e 1 sob a bequilha. A altura do isopor pode ser em torno de 5 a 6 cm mas pode variar em função da escala que se está trabalhando.

MISTURA DAS TINTAS BÁSICAS: Preparar as cores com LACA NITROCELULOSE. Diluir com um pouco de thinner (5% a 10%). DICA: Evite chacoalhar a lata (ou os vidros de tinta) pois com o tempo forma-se uma borra de tinta seca no bocal da lata e na borda da tampa, causando a não vedação da lata que fica inutilizada. A tinta começa a secar diminuindo a sua vida útil. Abra a lata com uma chave de fenda, escoe a tinta (se houver) da tampa para o interior da lata com um pincel e, com um palito de comida japonesa ou de churrasco, mexa muito bem a tinta removendo e misturando bem todo o pigmento que se encontra no fundo deixando-a completamente homogênea.

THINNER: Usar thinner de primeira, acabamento (Tempo 2002, ou similar). Quanto melhor o thinner, mais brilhante ficará a pintura facilitando o polimento e a aplicação dos decais. IMPORTANTE: A mistura do thinner na tinta duco só terá bom resultado com um thinner que não contenha PRODUTOS CLORADOS na sua composição. Outro tipo de thinner poderá provocar uma reação química, ficando a tinta duco “martelada”.

DILUIÇÃO: A diluição ideal para aplicação com aerógrafo tanto do PRIMER quanto da TINTA DUCO é a de consistência LEITOSA (quase transparente). A pressão do aerógrafo pode ser de 15 a 20 libras em áreas grandes, na proporção de 1 parte de tinta para 5 a 7 partes de thinner. E de 5 a 7 libras para manchas de óleo, mottles, na proporção de 1 parte de tinta para 8 a 10 partes de thinner. Essas pressões e diluições podem variar de acordo com a densidade da tinta preparada e do tipo de aerógrafo que está se usando. Misture o primer - como recomendado acima - num copinho de vidro colocando primeiro um pouco de thinner e depois o primer. Vá misturando e passando o pincel na borda do copo. A tinta tem que escorrer leitosa, quase transparente. Quando passar o primer para o recipiente do aerógrafo, certifique-se de que não foi nenhuma impureza, pêlo de pincel, etc para não entupir o aerógrafo. Esse é o principal macete da automotiva, a diluição.
Faça um teste numa superfície como uma sucata de um kit que não esteja pintado ou na parte interna da metade de uma asa, por exemplo. O aspecto será de uma leve e suave nuvem de pigmento. Se não tiver esse aspecto é porque diluiu-se demais a tinta. Se o aspecto for mais denso, então é preciso diluir um pouco mais a tinta. Dá mais trabalho na pintura mas evita-se bastante o efeito “casca de laranja” facilitando na hora do polimento e aplicação dos decais.
Com o modelo já montado, parabrisa colado e a cabine com o interior pronto e tudo devidamente mascarado, aplicar com aerógrafo o PRIMER cobrindo completamente a superfície evitando o acúmulo de tinta. Opção para o PRIMER WANDA PU 1100 é substituí-lo pelo ALUMÍNIO ACRÍLICO FINO, ou MR SURFACER 1000 ou 1200, ou LACA ACRÍLICA BRANCA. A laca acrílica é recomendada como primer se o modelo for pintado numa cor que exija luminosidade, por exemplo vermelho, amarelo ou mesmo o branco. Depois de aplicada, deixe secar (por segurança) por 24 horas. Se der alguma porosidade numa determinada área, use a pasta de polir n. 2 ou uma lixa de polimento Tamiya - de preferência usada - com água. Lave o kit ou a área retocada com água e sabão neutro deixando-o secar ao tempo. Se necessário aplique a laca novamente só na área de retoque. Deixe secar bem. Passar a lixa com a tinta ainda úmida, corre-se o risco de “engruvinhar” a pintura. Você sabe quando a tinta está seca cheirando o modelo. Se não tiver mais cheiro de tinta, é porque está seco.

PINTURA FINAL: Pinte o modelo com a tinta automotiva em suaves movimentos circulares evitando escorrimento e acúmulo de tinta, começando por cantos vivos e/ou relevos. Se o modelo não ficar coberto com as primeiras demãos, deixe-o secar por algumas horas e aí dê uma nova demão. A tinta deve bater “levemente úmida” sobre o modelo, portanto cuidado para não deixar escorrer. Depois da pintura pronta e bem seca, caso haja alguma porosidade ou imperfeição, dar acabamento com pasta de polir n. 2 ou, se necessário, lixa de polimento Tamiya 1500 ou 2000 - de preferência usada - e água. Recomenda-se em camuflagens de cores chapadas (uma cor na parte superior e outra na inferior), misturar na(s) última(s) demão(s) 2 ou 3 gotas de LACA FLOW (retardador de secagem). Isso tornará o acabamento bem mais liso, bem mais brilhante e homogêneo, facilitando mais ainda o polimento e a aplicação dos decais. Deixe secar MUITO bem antes do polimento final. DICA: não volte com essa tinta com Laca Flow para o vidro. Corre-se o risco de adulterar a cor original.

VERNIZ ACRÍLICO: Misture 15% a 20% de PASTA FOSQUEANTE no verniz para torná-lo acetinado. Para o verniz fosco acrescente mais pasta fosqueante. Quanto mais pasta fosqueante, mais fosco se tornará o verniz. Dilua com um pouco de thinner. Recomenda-se fazer testes em sucatas antes de aplicar no modelo final.

APLICAÇÃO DOS DECAIS: Aplicar os decais e deixar secar bem, principalmente se o tempo estiver úmido. Use o solvente de decais da sua preferência e depois de aplicado e completamente secos limpe, se necessário, as áreas em volta dos decais com algodão umedecido em água. Essa limpeza é para eliminar o excesso de cola dos decais. Depois do kit seco e completamente limpo, aplicar VERNIZ ACRÍLICO FOSCO OU ACETINADO com aerógrafo seguindo a mesma diluição das tintas. A função do verniz é proteger os decais e igualar a pintura em áreas mais ou menos brilhantes. Depois de completamente seco, proceder ao envelhecimento.


ALGUMAS DICAS DE ENVELHECIMENTO E DESGASTE DO KIT DEPOIS DE APLICADO O VERNIZ.

ÓLEO QUEIMADO: Usar, bem diluida em terebentina ou aguarrás, tinta a óleo WINSOR & NEWTON (ou similar) para telas - Raw Amber (sombra natural), Terre de Sienne, Cinza Claro e Cinza Médio. Para as tintas a óleo recomenda-se usar algumas gotas de secante de cobalto. Depois de quase seca, pode-se remover os excessos com pano bem macio levemente umedecido com terebentina, querosene ou aguarrás. O set de envelhecimento da Gunze é uma ótima opção para simular ferrugem e fumaça nos escapes, óleo escorrido nas áreas próximas da carenagem do motor e lama nos pneus.

ESBRANQUIÇADO DO ESCAPE: Aerografar com branco (duco) bem diluído com muito cuidado. Depois de seco, aplicar verniz acrílico fosco.

FRESTAS, JUNÇÕES DE CHAPAS: Aplicar com pincel tinta a óleo para tela Raw Amber diluida com terebentina ou aguarrás ou querosene, que pode ser removida, enquanto úmida ou quase seca, com um pano absorvente bem macio umedecido com querosene. Para áreas menores pode-se usar um cotonete ou palito de dentes com algodão na ponta. DICA: se a camuflagem for numa cor muito escura, faça o wash em tons mais claros (cinza médio).


LACA NITROCELULOSE - CORES BÁSICAS

* PRETO CADILAC
* BRANCO STAR WV 85
* AZUL NOTTE FIAT 77 + AZUL COBALTO
* VERMELHO GRANADA FORD 80 + VERMELHO PERFORMANCE
* AMARELO TRÂNSITO WV 85 + AMARELO PALHA

OBS: o que facilita pra chegar numa cor é ter pigmentos complementares na hora do preparo. Eu trabalho com as cinco cores básicas: preto, amarelo, azul, branco e vermelho porém o azul, o amarelo e o vermelho que uso são extremamente densos e na hora de preparar um vermelho mais claro por exemplo, eu uso uma tinta com pigmento vermelho mais claro e não o branco, senão a cor fica rosa e não vermelho mais claro. O mesmo pro amarelo, que acaba ficando creme e não amarelo claro. Tem cores dificílimas de se chegar próximo, por exemplo os azuis violetados (azure blue e alguns RLMs) os quais misturo pigmento artístico lilás, azul prússia, azul cobalto junto com um pouco de verniz nitrocelulose incolor pra dar liga senão você pinta e corre o risco da tinta sair no dedo. Esses pigmentos são encontrados em lojas de materiais para desenho e pintura, são pequenos potinhos (pó) do tipo purpurina. Dou sempre preferências aos importados, pois as cores são mais “limpas” e firmes.


Opção para o primer acrílico alumínio fino:

PRIMER ACS MULTIFIL - DILUIR COM TEMPO 2002 OU SIMILAR

OU

PRIMER UNIVERSAL WANDA PU 1100
Diluir com thinner para PU (Tozan 454 ou similar)

Para este primer não é necessário o uso de catalizador, pois mesmo sem ele, tem boa aderência no plástico. Na aplicação em metal ou resinas é recomendável o uso do catalizador. Depois de bem seco aceita lixa bem fina deixando um acabamento impecável no preenchimento de frestas ou mesmo na pintura. Se a pintura ficar porosa em função de muito calor no ambiente que pode provocar secagem muito rápida, basta depois de bem seca passar um pincel seco ou uma lixa de polimento bem de leve pra remover a porosidade.

Uma outra opção de primer é o Mr. Surfacer 1000 ou 1200. Dá um excelente acabamento, com muito boa aderência. Aplica-se com a mesma diluição das tintas.

O primer acrílico alumínio fino infelizmente não se encontra mais no mercado. É um alumínio que realmente seca e não deixa impressões digitais como as tintas metálicas convencionais de modelismo.

.

Avatar do usuário
Ruffuswood
Membro
Mensagens: 671
Registrado em: 03 Jan 2015, 13:37
Nome: Vinicius Marques
Localização: São Paulo - SP

Re: TÉCNICA DE PINTURA PARA KIT PLÁSTICO COM TINTA AUTOMOTIVA

Mensagempor Ruffuswood » 13 Fev 2017, 18:41

Boa mestre!
Vai ajudar muito gente que quer uma pintura de extrema qualidade e de custo melhor que o usual das tintas top do mercado!
Gostei do toque do primer PU sem catalisador funcinar normalmente, pois ele tem uma aderência melhor que o universal!
Eu uso aqui para pinturas prateadas o alumínio opalecente e tem um resultado interessante também.

Avatar do usuário
Giordano
Membro
Mensagens: 152
Registrado em: 08 Dez 2016, 08:43
Nome: Afonso Giordano Neto

Re: TÉCNICA DE PINTURA PARA KIT PLÁSTICO COM TINTA AUTOMOTIVA

Mensagempor Giordano » 13 Fev 2017, 20:41

Ruffuswood escreveu:Boa mestre!
Vai ajudar muito gente que quer uma pintura de extrema qualidade e de custo melhor que o usual das tintas top do mercado!
Gostei do toque do primer PU sem catalisador funcinar normalmente, pois ele tem uma aderência melhor que o universal!
Eu uso aqui para pinturas prateadas o alumínio opalecente e tem um resultado interessante também.



:thumbup: :saudacao:

anghinoni
Super Membro
Mensagens: 2621
Registrado em: 13 Out 2015, 18:16
Nome: Marco

Re: TÉCNICA DE PINTURA PARA KIT PLÁSTICO COM TINTA AUTOMOTIVA

Mensagempor anghinoni » 19 Fev 2017, 18:28

Fala Giordano...
Muito boa as dicas e estão atuais ainda.... O Duco acha fácil ainda... Pelo menos onde vou tem e faz de qualquer cor até pelo código RAL ....

Enviado de meu SM-N9005 usando Tapatalk

Avatar do usuário
Giordano
Membro
Mensagens: 152
Registrado em: 08 Dez 2016, 08:43
Nome: Afonso Giordano Neto

Re: TÉCNICA DE PINTURA PARA KIT PLÁSTICO COM TINTA AUTOMOTIVA

Mensagempor Giordano » 19 Fev 2017, 21:27

anghinoni escreveu:Fala Giordano...
Muito boa as dicas e estão atuais ainda.... O Duco acha fácil ainda... Pelo menos onde vou tem e faz de qualquer cor até pelo código RAL ....

Enviado de meu SM-N9005 usando Tapatalk


Beleza. As minhas preparo pelo FS 595b.
Aqui em Araruama já não se acha quase nada em duco... :chorando:


Voltar para “Pintura”

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante